Energia Solar para Condomínios – Entenda como funciona

“Mora em condomínio e quer aproveitar todos os benefícios oferecidos pela energia solar, mas tem dúvida da geração em prédios e condomínios residenciais? Saiba como funciona a energia solar para condomínios e contrate a sua!”

— Hoje em dia, a ANEEL permite que o proprietário gere sua própria eletricidade usando o sistema fotovoltaico. Ou seja, devido a Resolução 482 podemos gerar nossa própria energia.

Energia Solar para Condomínios

No entanto, a energia solar não é usada apenas por pessoas comuns, mais, muitas empresas a usam por ser uma forma de geração de energia renovável e sustentável, além, claro, de valorizar a empresa e economizar nos gastos com energia. Pensando nisso, condomínios também tem investido nessa forma de gerar energia. Entenda como isso funciona!

O crescimento do uso do sistema fotovoltaico

Com o encarecimento da energia elétrica comum, o brasileiro vem buscando formas de economizar mais nesses gastos e a utilização de fontes de energia alternativa tem sido a escolha favorita.

Dentre elas, o sistema fotovoltaico que tem crescido cada vez mais nos últimos anos. Estima-se que, com a popularização da energia solar, o sistema fique mais acessível a todos.

Um problema que o torna inviável é seu valor desde a compra até a instalação que no mínimo por chegar a algo em torno de R$10,000 a R$25,000 mil reais. Muitas pessoas não tem um valor assim para gastar.

Claro, existem outros valores, equipamentos melhores que podem chegar a um valor de 3 dígitos, o que não anima muito o consumidor.

Com a esperança desse preço baixar em breve e se tornar acessível esperamos que todos recorrem a energia solar como geradora de eletricidade alternativa.

Leia também:

Veja também:  Energia Alternativa - Tudo que você sobre precisa saber!

Energia solar para condomínios

Os condomínios viram nesse sistema uma forma benéfica de conseguir economizar nos gastos de eletricidade mensais. E isso vale para todos os tipos de condomínios, desde os residenciais até os comerciais.

Em dias quentes, o uso constante de ar condicionados e sistemas de refrigeração aumentam, o que resulta em gastos bem altos. Com isso, a energia solar se tornou uma das mais procurada em condomínios.

Por isso, gerou uma grande demanda em várias partes do Brasil. E para que os condomínios conseguissem ter essa instalação mais facilitada, a ANEEL realizou algumas alterações da Resolução Normativa 687. Com isso, a instalação de sistema de energia solar fotovoltaicas em condomínios ficou bem mais fácil e acessível.

Sistemas On-Grid para condomínios

Esse sistema é o favorito usado em condomínios com energia solar. Isso porque são mais baratos do que os sistemas off-grid, na qual estocam energia utilizando baterias solares. Com esse sistema, ocorre um maior aproveitamento da energia solar que é produzida.

Vale ressaltar que um dos benefícios maiores deste tipo de energia é que nunca irá acabar. Bem, o termo “nunca” não é muito bem empregado, pois, o sol mesmo sendo uma bateria imensa, algum dia deixará de brilhar. Mas, não vamos invadir uma área científica.

A questão é que se trata de uma energia renovável e sustentável, além da economia energética que todos ganharão ao implantar esse sistema.

Como funciona a energia solar em condomínios e prédios?

Como muitas coisas, antes de instalar o sistema fotovoltaico no condomínio é realizado uma espécie de teste de viabilidade, como fazem para instalar um sistema de internet em uma residência.

Veja também:  Quanto Custa Energia Fotovoltaica para Casas e Empresas

No entanto, neste tipo de viabilidade, é realizado alguns cálculos que irão identificar a viabilidade e necessidade do sistema de energia solar no local, na qual é verificado o valor atual do sistema de energia comum e o percentual de economia a ser alcançado.

Dessa forma, ajuda a contribuir na economia do cliente, pois, vamos supor que um cliente more em uma residência onde tem uma predominância considerável de árvores altas. As placas solares precisam captar bem a luz do sol.

E com as árvores bloqueando, essa eficiência ficará comprometida. Com isso, a viabilidade vai apontar se instalar o sistema fotovoltaico vai ser econômico.

Mas, isso vale para condomínios, pois, de nada adianta instalar um sistema de energia solar que não vai suprir as necessidades de todos os moradores. Certo, com a viabilidade feitas, a documentação chega.

É necessário que haja uma permissão da distribuidora para a instalação do sistema. Nesse caso é conferido o espaço de instalação. Espaço esse que precisa comportar todos os painéis necessários.

Distribuição ocorre em duas maneiras:

  • Geração compartilhada;
  • Geração para múltiplas unidades.

Duas formas benéficas e de fácies distribuições para os moradores, por isso, vale de você, dono do condomínio, identificar a melhor forma de distribuição. Lembre-se também de seguir as normas mais atuais da ANEEL.

Conclusão

A energia solar para condomínios chegou como uma forma de facilitar e baratear a vida energética de todos os moradores. É um meio sustentável e renovável de se produzir a eletricidade que, nos dias de hoje, movem a nossa vida.