Sistema On-Grid e Off-Grid – Como funciona e qual diferença?

“Quer saber qual a principal diferença entre os sistemas On-Grid e Off-Grid de energia solar? Está no lugar certo! Confira qui como cada sistema funciona e as diferenças entres eles.”

— Antes de falar sobre as diferenças entre os sistemas da energia solar, você precisa entender como funciona a energia solar e quais são os seus componentes.

Sistema On-Grid e Off-Grid

Energia Solar no Brasil

A energia solar vem em constante crescimento no Brasil. O país possui um clima favorável a grande incidência solar. Sendo uma energia de baixo custo e que não agride a natureza, os sistemas de energia solar tem atraído a atenção de investidores e consumidores em todo o país.

Fruto das vantagens que a energia solar pode oferecer, já estão em operação no Brasil algumas usinas de energia solar e outras mais são previstas para um futuro próximo. Veja as principais usinas do país:

  • Usina Solar Pirapora – Pirapora – MG – 321 Megawatts
  • Usina Solar Nova Olinda – Ribeira do Piauí – PI – 210 Megawatts
  • Usina Solar Ituverava – Tabocas do Brejo Velho – BA – 196 Megawatts
  • Usina Solar Bom Jesus da Lapa – Bom Jesus da Lapa – BA – 158 Megawatts
  • Usina Solar Guaimbê – Guaimbê – SP – 150 Megawatts
  • Usina Solar Apodi – Quixeré – CE – 132 Megawatts

Mas, diferentemente de outras fontes de energia, você não precisa depender de uma usina. É possível e já bastante utilizada a energia solar residencial, ou seja captada na própria residência consumidora. E o melhor, é que além de produzir a sua própria energia você também poderá vender sua produção para a concessionária de energia elétrica que atende a sua região.

Veja também:  Tipos de Energia Solar - Principais Fontes de Energia no mundo

Para entender melhor como funciona, acompanhe os próximos tópicos.

Como funciona um sistema de energia solar?

O sistema de energia solar é mais simples do que parece, basicamente ele é composto dos seguintes componentes:

A energia solar é captadas pelas placas solares, fabricadas em material semicondutor como o silício, elas recebem a luz do sol e a transformam em energia elétrica em corrente contínua.

A corrente contínua não é a utilizada pelos eletrodomésticos que temos em nossas residências, é neste momento que entra o inversor que fica responsável por converter esta corrente para a forma alternada que é a compatível para utilização residencial ou comercial.

É o inversor solar também faz a função de entregar para a rede pública a energia produzida em excedente e que retornará para o consumidor na forma de descontos na conta de energia elétrica.

Por último temos a bateria que é considerada opcional, sendo ou não utilizada, a depender do sistema escolhido: On-Grid ou Off-Grid.

Vamos entender como funciona cada um e suas diferenças.

Sistema On-Grid e Off-Grid: Qual a diferença?

Sistema Off-Grid

O Sistema Off-Grid de energia solar é aquele em que não há qualquer conexão do consumidor com a rede pública de energia elétrica. Isso significa que o sistema de energia solar precisa produzir 100% da energia necessária para atender a demanda da residência.

Neste sistema as baterias são utilizadas e absolutamente indispensáveis. Isso se deve ao fato de não ocorrer produção de energia solar durante a noite ou em dias chuvosos. Sem a incidência de raios solares, precisamos encontrar outra forma de manter o abastecimento elétrico.

Neste ponto entram as baterias, a função delas é a de armazenar a energia gerada durante o período de sol para utilização nos períodos onde não há produção de energia, como no período da noite. Então durante o dia, estas baterias são carregadas e durante a noite, mantém tudo funcionando.

Veja também:  Kit de Energia Solar - Guia Completo dos Tipos e Preços do Kit Solar

O Sistema Off-Grid é muito utilizado em locais onde não existe a rede pública de distribuição de energia, como por exemplo em propriedades rurais.

Sistema On-Grid

No sistema On-Grid não são utilizadas baterias. Este sistema é o mais utilizado atualmente e trabalha de forma conjugada com a rede pública de distribuição de energia.

Funciona da seguinte forma: A energia gerada durante o período de sol é utilizada pela residência e a energia excedente enviada, para a rede pública. No período noturno a rede pública de energia alimenta a residência por exemplo.

Este modelo é o que traz um maior benefício econômico, pois a energia vendida durante o dia, irá compensar o consumo noturno, visto que as contas receberão créditos de energia. Neste modelo é possível alcançar redução de 95% da conta de energia elétrica, sem realizar um alto investimento em baterias solares.

Conclusão

O sistema On-Grid é então indicado para áreas urbanas e que dispõem de rede pública de distribuição e o sistema Off-Grid indicado para locais onde não existe a rede pública, sendo necessária a energia solar por todo o tempo.

Agora que já conhece as diferenças entre os sistemas, fica mais fácil escolher o mais indicado para você.