Energia Hídrica – Como funciona e quais as vantagens?

“Quer saber mais sobre as energias renováveis? Aqui vamos falar da energia hídrica no Brasil. Saiba como funciona e quais as vantagens e desvantagens dessa fonte de energia.”

A Energia Hídrica é uma das energias consideradas renováveis. Ela já vem sendo estudada a alguns anos e hoje representa cerca de 90% da eletricidade oferecida aos brasileiros, mesmo utilizando apenas 25% de sua capacidade.

Energia Hídrica

O Brasil é inclusive um dos países com a maior capacidade hidráulica do mundo. Porém, assim como todas as outras opções, essa apresenta vantagens e desvantagens. Sua implementação segue sendo pesquisada e analisada com relação à viabilidade de novos projetos hidrelétricos em diferentes regiões do Brasil.

O que é a Energia Hídrica (ou hidráulica)?

A energia hídrica é um resultado das águas que correm pelos rios em direção ao mar. A energia está presente no movimento dessas águas ou no momento de quedas, será neste momento que essa energia poderá ser transformada em energia elétrica.

Durante muitos anos o movimento da água foi usado nos Moinhos como uma maneira de produzir cereais. Assim o movimento da água basicamente faziam as placas de madeiras da estrutura se moverem,  fazendo a mó rodar e os cereais eram transformados em farinha. Atualmente esse mesmo movimento da água é utilizado para a produção de energia elétrica.

Normalmente se faz a construção de barragens,  elas nada mais são que reservatórios que servem para acumular as águas em seus cursos naturais. É possível também criar reservatórios que deixam a água passar normalmente pelo seu curso, porém elas irão passar por uma turbina que faz a produção de energia elétrica. Mas como essa energia é produzida?

Veja também:  Energia Alternativa - Tudo que você sobre precisa saber!

Bem, quando as comportas da barragem se abre a água começa a passar pelas lâminas da turbina, fazendo-as girar. A partir desse movimento, a energia mecânica presente no sistema hidráulico é transformada em energia elétrica.

Vantagens e desvantagens do uso da energia hídrica

As usinas hidrelétricas possuem vantagens e desvantagens  que afetam principalmente a natureza. Exatamente por isso,  existe o debate e a procura por novas fontes energéticas. Mas vamos a seguir ir fazer uma listagem nessas vantagens e desvantagens.

Vantagens:

  • A maneira limpa como todo o processo de transformação do recurso energético é realizada é com certeza o ponto de maior destaque;
  • Essa é uma fonte de energia que apresenta custo baixo;
  • Existe corriqueiramente o aumento do turismo na localização onde são feitas essas usinas;
  • Não possui resíduos poluentes, logo é uma fonte de energia que não polui;
  • A água é considerado um recurso renovável, afinal de contas ela não se esgota;
  • A irrigação, navegação e outras atividades podem se aproveitar dos serviços prestados pelas hidrelétricas.

Desvantagens:

  • Sua ocupação por áreas extensas de florestas e locais que poderiam gerar alimento;
  • Possibilidade de florestas serem inundadas, fato que acaba produzindo um alto índice de metano no ambiente;
  • Podem causar erosão nos solos e isso irá gerar impactos negativos na vegetação local;
  • Causa alterações no clima que possuem impacto na fauna e na flora da região;
  • Modificam completamente a paisagem e características do local , podendo prejudicar determinadas espécies de seres vivos.

A usinas hidrelétricas no Brasil

Existem três tipos distintos de usinas hidrelétricas no Brasil: a Cinética (que como já citamos usa o caminho que as águas percorrem), a Mecânica (feita a partir da rotação das turbinas, também já citadas aqui) e por fim a Elétrica, que tem todo seu processo realizado por um gerador.

Veja também:  Energia Renovável - O que é e quais são as principais fontes de energia?

Em 1949 nós tivemos a primeira hidrelétrica construída no Brasil, a de Paulo Afonso, na Bahia. Hoje para se ter ideia, ela é um complexo com 4 usinas hidrelétricas.

A usina do Rio Xingu no Pará será a maior do país, mas ainda não foi finalizada. Já a usina de Belo Monte irá ter um potencial de geração elétrica de cerca de 11 mil MW, sendo assim a terceira maior do Brasil. Já a segunda maior, de Itaipu, está presente não apenas em solo brasileiro como também está em solo paraguaio. Segundo o acordo firmado pelos países, cada um possui direito a 50% de toda a energia produzida lá, porém pelo fato do Paraguai não necessitar de toda essa energia, o valor excedente é vendido ao Brasil.

Um ponto negativo aqui no país é que o Brasil ainda sim necessita comprar da Argentina, energia gerada por hidrelétricas. Esse fato é criticado por especialistas daqui, já que o Brasil utiliza apenas 25% da capacidade de suas usinas. Logo, não precisaria recorrer a outros países se investisse mais em sua estrutura.

Conclusão

Hoje em dia, as hidroelétricas são essenciais para a geração de energia elétrica no Brasil e apesar de a sua instalação causar possíveis danos a área, ainda sim é considerada uma fonte de energia renovável. Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos e deixe o seu comentário.