Energia Geotérmica – Como funciona e quais são as vantagens?

“Você já escutou ou leu algo relacionado a Energia geotérmica? Bem, ela não é muito comum por aí, mas parte de um conceito bem simples. Entenda mais sobre o assunto!”

— A Energia Geotérmica basicamente pega o calor que vem da Terra (mais precisamente de seu interior) e o transforma em energia elétrica.

Energia Geotérmica

Como funciona a Energia Geotérmica?

Isso funciona principalmente pela capacidade que a água contida no subterrâneo da Terra possui, ela consegue reter bem esse calor.

Mas, de onde vem esse calor usado para criar energia? Aqui nós vamos precisar entender um pouco melhor a estrutura de nosso planeta. Grandes placas estão contidas no subterrâneo do planeta Terra, são as chamadas placas tectônicas. Abaixo dessas placas nós encontramos o magma, que são rochas derretidas.

Assim, a medida que vamos indo mais fundo nessas rochas, a temperatura aumenta, até ser possível encontrar uma zona de intrusão magmática, com uma temperatura bastante elevada. Portanto, será nesta região que o potencial geotérmico se apresenta adequado para criação de energia.

A primeira eletricidade gerada em estruturas geotérmicas foi em Larderello, na Itália, em 1904. Desde então o crescimento desse modelo chegou a nível mundial, com aproximadamente 7.000 megawatts em cerca de 21 países distintos.

Quais são as vantagens da energia geotérmica?

É uma energia limpa

Essas estruturas não necessitam fazer qualquer tipo de queima de combustível para fazer com que suas turbinas funcionem e ativem o processo.

Essa é uma das principais vantagens das centrais geotérmicas que usam de vento ou centrais solares, como é nosso caso. Assim, esse modelo de geração de energia conserva combustíveis fósseis que não são renováveis.

Veja também:  Energia Renovável - O que é e quais são as principais fontes de energia?

Além disso, a diminuição nas emissões de gases que prejudicam a atmosfera também será reduzido. Portanto, tendo um efeito muito positivo desse ponto de vista para a natureza. Não existe qualquer tipo de ar fumegante ao redor da estrutura, assim será possível  coexistir próximo de florestas e vida selvagem.

É um negócio viável

Toda a estrutura de centrais geotérmicas são construídas para funcionar 24 horas por dia, durante o ano inteiro. De uma maneira geral, a central geotérmica estará exatamente acima de sua fonte de combustível. Ela é bastante resistente a problemas de cunho natural, como condições atmosféricas e catástrofes naturais. Além disso, ela é também uma opção que seguirá a disposição mesmo em situações de cisões políticas.

Ela é flexível

Módulos adicionais podem ser acrescentados a estrutura original das centrais geotérmicas de acordo com o aumento da demanda e necessidade. Sendo então estruturas bastante flexíveis, principalmente em comparação a outras estruturas.

Não causa impactos negativos para a terra

Não existe outra estrutura de central elétrica que consiga ocupar menor terreno por megawatt que uma central geotérmica. Essas instalações não precisam de desflorestamentos e barrar rios, além disso não existe qualquer presença de derramamentos de óleo, pilhas de lixo, túneis, cabos de minas ou covas abertas.

É de grande ajuda a países em desenvolvimento

Todas as vantagens já citadas ajudam a países em desenvolvimento a terem acesso a energia sem necessitar de gerar impactos negativos à natureza, tendo assim, um crescimento sem poluição. Além disso a facilidade para se instalar esses tipos de centrais ajudam pessoas que moram em regiões mais remotas a finalmente terem acesso a energia elétrica.

Evita o “choque” de preços de combustíveis

Não existe necessidade de importar combustíveis de qualquer tipo para as centrais geotérmicas, isso evita problemas relacionados ao valor de cada moeda ou a aumentos excessivos em preços de combustíveis. Tudo isso ocorre, pois afinal de contas, sol e vento sempre estarão presentes, em qualquer local, e eles são o combustível dessas centrais.

Veja também:  Energia Alternativa - Tudo que você sobre precisa saber!

Quais são as desvantagens da energia geotérmica?

Como em todos os meios de geração de energia, essa também apresenta alguns pontos negativos e que podem impossibilitar seu uso, dependendo da região.

Se uma central geotérmica for instalada em uma zona onde o calor da Terra não chegue a superfície (e não é tão simples encontrar essas regiões). Por exemplo, superfícies que tenham gêiseres e vulcões são ideais, mas sabemos que isso não é tão normal por aí. Logo, sem conter essas características, a perfuração do solo acaba sendo muito dispendiosa.

Mesmo apresentando baixa toxicidade, os anti-gelificantes usados em zonas mais frias se apresentam como poluentes, produzindo CFCs e HCFCs.

Outro ponto é o custo inicial bastante elevado, é fato que a manutenção da bomba de sucção de calor é bastante barata, porém por outro lado o custo de manutenção dos canos é elevado, um então contrabalanceia o outro.

Conclusão

Aqui você pode saber um pouco mais sobre as vantagens e desvantagens da Energia Geotérmica e como ela funciona. Além de saber em quais localidades é melhor o aproveitamento. Esperamos que tenha gostado do conteúdo, deixe o seu comentário!