Biomassa – Como funciona, tipos de Biomassa e vantagens?

“A energia gerada por Biomassa tem sido bastante estudada nos últimos anos. Sendo então um modelo cada vez mais conhecido, você escutou ou leu algo a respeito? Se ainda não, fique por dentro!”

No artigo de hoje iremos falar sobre isso: a Energia Biomassa. Quais são suas vantagens? E desvantagens? Como ela funciona? Continue a leitura e compreenda cada ponto importante a ser destacado sobre.

Biomassa

O que é Biomassa?

Primeiramente, ela nada mais é que a massa existente em todos os organismos vivos de uma determinada região. Essa massa é importante e precisa ser levada em consideração por ser uma grande fonte de energia, a partir de sua constituição de hidratos de carbono.

É possível darmos ênfase, dentro da Biomassa, em algumas fontes de energia que possuem um potencial energético maior, como é o caso da madeira, resíduos de animais, resíduos municipais sólidos, resíduos de produção alimentar, plantas aquáticas, algas e os resíduos agrícolas.

Tipos distintos de Biomassa presentes na natureza

Antes de mais nada, é importante dizer que a Biomassa é dividida em três classes diferentes. Cada uma atendendo características distintas que também influencia no processo de transformação a energia elétrica. Estamos falando da biomassa sólida, líquida e gasosa.

A biomassa sólida parte de sua maior fonte os produtos e os resíduos que “sobram” na agricultura, podendo ser inclusive substâncias vegetais ou animais. Resíduos encontrados em florestas e uma parcela dos biodegradáveis dos resíduos urbanos e industriais também são fonte.

A chamada biomassa líquida é constituída de vários biocombustíveis líquidos que possuem algum potencial para serem utilizados. Todos esses apresentam sua origem no chamamos de “culturas energéticas”. Assim, alguns exemplos a serem citados é o biodiesel, etanol e o metanol. Onde, o primeiro é obtido através de óleos de girassol ou colza, o segundo é produzido a partir da fermentação de hidratos de carbono e o terceiro é gerado pela síntese de gás natural.

Veja também:  Energia Alternativa - Tudo que você sobre precisa saber!

Já a biomassa gasosa pode ser encontrada em afluentes agropecuários a partir da agroindústria e também do cenário urbano. Assim sendo encontrado também em aterros de resíduos sólidos urbanos. A degradação biológica desses materiais resultam nos resíduos encontrados. Sua composição possui uma mistura de gás metano e gás carbônico. Logo, um processo de combustão é realizado para fazer a geração de energia.

Quais são as vantagens e desvantagens da Biomassa?

Vamos agora começar a falar um pouco sobre as vantagens e desvantagens desse modelo de geração energético. Vamos checar essas questões a seguir.

Pontos Positivos

  • É comprovadamente uma energia renovável;
  • É notório o menor índice de corrosão dos equipamentos usados (como caldeiras, fornos, entre outros);
  • Se apresenta de maneira viável e a procura tem sido elevada;
  • Não emite dióxido de carbono (levando em consideração o ciclo natural do carbono neutro), sendo uma opção muito pouco poluente;
  • A biomassa sólida é muito barata e ainda por cima tendo suas cinzas de impacto negativo muito menor ao ambiente.

Pontos Negativos

  • A necessidade de ocupação de espaço, causando o desflorestamento de florestas. Que com elas, perdem todo seu habitat natural;
  • Grande dificuldade para armazenar e transportar a biomassa sólida;
  • A biomassa líquida pode gerar um aumento das chamadas chuvas ácidas;
  • Não atinge o mesmo poder calórica que outras opções no mercado.

O uso da Biomassa no Brasil

Por incrível que possa parecer (ou não), a maior fonte atualmente de geração de energia nesse modelo aqui no Brasil se dá pelo bagaço da cana de açúcar. O setor conhecido como sucroalcooleiro consegue gerar uma quantidade considerável de resíduos.

Sendo assim, opções para uso como biomassa, principalmente para sistemas de cogeração. Algumas outras opções se apresentam válidas nesse contexto, a principal é o azeite de dendê. Ela consegue entregar uma produtividade média anual por hectare muito superior à da cana de açúcar, por exemplo.

Veja também:  Energia Renovável - O que é e quais são as principais fontes de energia?

Assim, comunidades isoladas podem ser beneficiadas dessas opções de geração de energia elétrica.

A cana usada na produção de etano possui bagaço, ele também é usado como fonte de biomassa. Usado corriqueiramente inclusive, em usinas na criação de vapor de baixa pressão.

Conclusão

O uso de Biomassa na geração de energia, como a maioria das outras opções, apresenta pontos positivos e negativos. Principalmente se analisarmos o cenário ambiental envolta da estrutura. Logo, tudo depende das condições de cada região, bem como a importância em fauna e flora que seria perdida para a sua construção.